O Comportamento Humano nas Organizações.
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Em minha graduação em Marketing, tivemos aula com uma referência em PNL e motivacional dentro da PUCPR,  o professor  Jair Passos.

inteligenciaemocionallivroEm sua matéria (Comportamento Humano nas Organizações) baseadas – não somente – no best seller de Daniel Goleman, o livro ‘Inteligência Emocional – Por que ela pode ser mais importante que o QI‘, recebemos praticamente um curso intensivo sobre gestão de pessoas e técnicas de resolução de conflitos, além de vários trabalhos e apresentações com estudos e exercícios ligados aos temas do livro.

Numa  apresentação sobre o capítulo: Escravos da Paixão, discutimos a raiva e a ansiedade, além da falta que a inteligência emocional faz diante de surtos – ou raptos – causados por estes sentimentos. Este capítulo do livro retrata a dificuldade para qualquer um de nós lidar com instintos arraigados em nosso cérebro reptiliano, aquele que nos manteve vivos como espécie com seus sinais básicos de fome, medo, sede, raiva, etc. Colocar a razão em frente a emoção não é tarefa fácil e poucas pessoas tem domínio sobre essa técnica.

Mesmo quando estudamos comportamento do consumidor, por exemplo, temos em mente que “A emoção influencia a razão mais do que a razão influencia a emoção.” (Dan Hill em “Emotionomics”, 2009).

Nesta apresentação em ppt início com um versículo bíblico para demonstrar a raiva arrebatadora de Caim, culminando no assassinato de seu próprio (e único) irmão Abel, um exemplo de como um rapto neural pode causar estragos na vida de um ser humano. Aliás, o livro de Goleman apresenta casos chocantes e reais de ações baseadas em raptos neurais sem a ajuda de raciocínio lógico, apenas instinto.

O slide abaixo perde um pouco do sentido sem a apresentação oral, mas passa uma ideia do conteúdo textual e, espero, lhe cause alguma curiosidade para ler mais sobre o tema. Tenho planos de transformar este em uma palestra e, quem sabe, ter a oportunidade de passar esse conhecimento adiante. O assunto é extenso, merece uma boa leitura e eu indico este livro.

Abaixo, o slide de apresentação do conteúdo com os principais tópicos.

É importante lembrar que este tema, cada dia mais, é foco nas pautas de jornais, programas de TV, discussões de grupos e claro, em empresas que necessitam de líderes cada vez mais capacitados a lidar com as infinitas questões emocionais de seu grupo. A Neuroanatomia da Liderança existe, tanto como fonte de estudos quanto como ferramenta de sucesso na mão de líderes emocionalmente inteligentes, que sabem resolver conflitos, criar empatia, ressonância, e que entende a necessidade, bem como importância, em quantificar o potencial de sua equipe.

Written by MarcelGinn®

Não sou chegado de Dalton Trevisan, nem fiz poesia com Leminski, o que não me torna menos vampiro de Curitiba.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *