Má administração de suas Mídias Sociais: Falando para um auditório vazio…
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 Filament.io 0 Flares ×

Se você é um usuário de Mídias Sociais faz parte de 8 entre cada 10 brasileiros (87% dos internautas ativos no país) que utilizam essas mídias para manter contato com amigos, para fazer novas amizades, como networking ou troca de informação, namorar, jogar e claro comprar.

As Redes Sociais já fazem parte da vida de uma grande parcela de brasileiros que sentem-se participando de uma revolução, onde o cliente hoje tem voz ativa, sabe o que quer, como procurar e decide onde, quando e de quem comprar.

Com o aumento da competitividade em serviços o cliente passou não apenas a ser ouvido por empresas que estão presentes nessas mídias mas principalmente vestiu a camisa de marcas, adotando gosto por compartilhar suas impressões sobre uma experiência ou aquisição (ou aquisição de uma experiência).

Se sua insatisfação é frustrante, seu divã virtual é a timeline do Facebook de amigos ou do Twitter de seus seguidores não esquecendo blogs pessoais e sites de protesto como o Reclame Aqui. Porém se adquiriu um bom produto ou teve uma boa prestação de serviço sente-se bem em compartilhar essa percepção positiva.

Justamente por isso a presença on-line de marcas é tão importante.

Tendo sua marca projetada na web, seja por um website, loja online ou mídias sociais,  faz-se necessário uma administração séria tanto quanto no off-line.  Porém o que ainda se vê são perfis criados por empresas sem qualquer tipo de acompanhamento, sem nenhuma métrica ou monitoramento, sem gerenciamento de expansão… Resumindo: sem relacionamento. O que acaba resultando em Twitts e post’s sem sentido, sem valor agregado, sem função.

É como falar para um auditório vazio…

Não havendo relacionamento e, não criando valor através de conteúdo relevante – no mínimo interessante – ninguém os houve (lê). E o pior, é quando seu cliente procura relacionamento com sua marca através destas mídias e acaba com a sensação de estar falando com as paredes – nesse caso, com um perfil sem administração – .

Empresas que queiram elas mesmas cuidar dessa área – na maioria das vezes por achar um gasto dispendioso contratar uma agência – deveriam se preparar ao procurar contratar profissionais e não somente usuários de mídias sociais. Uma consultoria também deveria fazer parte deste pacote, para entenderem como seu público se relaciona nessas mídias e como criar engajamento em torno da sua marca. É preciso sempre lembrar que redes sociais são praças e não feiras.

A necessidade de administração de suas Mídias Sociais para torná-las em redes de contato e canal de comunicação que converge para o fortalecimento da marca, é tão importante quanto o conteúdo pois, faz-se necessário saber o que se vai falar, para quem se vai falar e principalmente, o modo certo de fazê-lo.

Pense nisso!

Written by MarcelGinn®

Não sou chegado de Dalton Trevisan, nem fiz poesia com Leminski, o que não me torna menos vampiro de Curitiba.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *